Escrevi para vocês o roteiro da Summer Eurotrip que fiz em 2013. De longe, uma das melhores viagens da vida!!!

ios3

Aqui estão apenas os destinos. Em outros posts detalharei cada país com os gastos e informações sobre as acomodações, transporte e baladas que fomos. Sem esquecer das fotos das viagens!!! Alguns países já estão disponíveis, entre no site e veja as dicas.

Caso queira acompanhar nossas atualizações, você pode assinar o site e receber todos os posts por e-mail ou seguir nossa página no facebook: Clique aqui!

Eu e uma amiga seguimos o roteiro abaixo durante as férias de Julho. Ela tinha acabado de se formar na faculdade e era o fim do meu intercâmbio na Espanha, então tínhamos que comemorar! A duração foi de 31 dias e nosso objetivo era conhecer os lugares com praias e festas famosas durante a alta temporada na Europa.


O ROTEIRO

CROÁCIA

Espanha -> Croácia: Eu e a Amanda saímos de Granada, Espanha para Barcelona (uma conexão tranquila de umas 6 horas, primeira dormidinha no aeroporto) e pegamos um voo para Split, Croácia. Eu não lembro exatamente o valor da passagem de ida, porém lembro que estávamos sempre buscando os voos mais baratos. Normalmente os voos de Granada para qualquer destino são mais caros do que saindo de Málaga pois o aeroporto é menor, mas dessa dormindovez lembro que compensava sair de Granada mesmo e fazer escala.

Em Split ficamos só dois dias e uma noite, nem curtimos muito a cidade (em relação as festas). Bonita, mas meio parada (tem uns festivais bem legais como o Ultra, mas quando estávamos lá, não tava rolando nada).

O foco mesmo era Hvar. Saímos do hostel no dia seguinte, pegamos um táxi e seguimos até o porto. Compramos as passagens do ferry lá na hora. A viagem foi longa. Chegou uma hora que não sabíamos se estávamos indo para o lugar certo. Meu amigo tinha me falado que demorava pouco mais de 1 hora, mas na real nosso ferry demorou mais que isso. Não sei se pegamos um muito devagar…

Na Croácia passamos por Split, Hvar e alugamos um carro para ir até Novalja. Na volta, retornamos de carro até Hvar, pegamos o ferry para Split e de lá seguimos até o aeroporto.

Granada > Barcelona > Split > Hvar > Novalja


GRÉCIA

Croácia -> Grécia: O jeito mais barato de ir da Croácia para a Grécia que encontramos foi buscando voos da Croácia para Itália (no nosso caso, compramos um voo para Milão) e da Itália até Atenas. Mesmo assim as passagens não foram baratas. Nada low cost trip, mas a gente queria muito ir para a Grécia.

Voamos com a AEGEAN AIRLINES S.A. e o serviço foi ótimo. A viagem durou 2h30. Ficamos em Atenas apenas dois dias e uma noite.

Pegamos um ferry de Atenas com destino a Mykonos. De lá fomos para IOS e depois Santorini.

Clique nos nomes das cidades abaixo para saber mais sobre a Grécia… é o país mais lindo!

Milão > Atenas > Mykonos > IOS > Santorini


ESPANHA

Grécia -> Espanha: Em Mykonos, pegamos um avião de volta para Barcelona, com destino final em Granada. Eu precisava devolver a chave do meu apartamento para o dono e buscar minhas malas. Foi a partir daí que eu virei sem teto e comecei a viajar com uma mala de 35 quilos e outra de 10 por todos os cantos.

Seguimos de ônibus para Málaga onde eu tinha uns amigos e saímos com eles uma noite. De lá fomos para Marbella e seeenhor, esse lugar é O lugar.

Marbella é uma cidade para quem tem dinheiro pra gastar em festas (not me).  Além dos lugares serem caros, só tinha gente ostentando horrores. Mas as festas são insanas mesmo, só balada top! Gente bonita, música boa. Só que tinha lugar que era tipo uns 100 euros para entrar. Assim como no Brasil, mulheres não sofriam tanto com os preços (dá para entrar de graça e tal), homens têm que preparar o bolso se quiserem ficar no mínimo grau. Repito, lugar sensacional.

Málaga > Marbella


ITÁLIA

Espanha -> Itália: Pegamos um voo de Malaga até Bologna e um trem até Riccione. A cidade é legal, mas não tem hostels ou hotéis baratos. A diária era 30, 40 euros por pessoa.

As baladas lá são grandes e bem legais. Mas também nada baratas. Pelo menos tinham umas atrações boas. Fomos no show do David Guetta sensacional numa balada que chama Cocoricò (de verdade).

Na Itália, ficamos apenas em Riccione porque meu amigo mora lá e outros amigos italianos indicaram essa cidade como a “Ibiza italiana”.

De Riccione pegamos um trem até Bologna e de lá até Veneza. Fomos até Veneza porque foi onde encontramos o voo mais barato que saía da Itália para França.

Bologna > Riccione > Veneza


FRANÇA

Itália -> França: Em Veneza pegamos um voo para Marselha, França e um trem até Cannes. Cannes também é uma cidade linda e cara. Como estávamos com pessoas que moravam lá, eles conseguiram os esquemas das baladas pra gente. De Cannes fomos para Mônaco (lá descobri o oposto da palavra humildade e a verdadeira ostentação alheia) e Nice de trem. Tudo super rápido e perto.

Minha amiga voltou para o Brasil e eu segui com a minha viagem (futuro post)…

Resumindo o roteiro que durou exatamente 31 dias de aviões, ferries, ônibus, festas, praias e muita história:

Granada > Barcelona* > Split > Hvar > Novalja > Milão* > Atenas > Mykonos > IOS > Santorini > Málaga > Marbella > Bologna* >Riccione > Veneza* > Marsellha > Cannes > Monaco > Nice

(*) escalas e paradas rápidas

Valeu a pena! Recomendo muito. Vou passar as informações relevantes sobre cada cidade, então continue acompanhando.

Gostou do post? Compartilhe para que mais pessoas tenham acesso. Se não quiser perder nossas atualizações, curta a página do facebook, instagram ou se inscreva no canal. Espero ter ajudado!

Qualquer dúvida, escreve aí no comentário. Beijos

No facebook

comentários