7 dicas para planejar sua primeira viagem internacional

Faz menos de uma semana que voltamos da viagem que fizemos para o México e Cuba! Enquanto estamos editando todas as dicas sobre esses países, resolvi reunir nesse post algumas informações básicas para quem está planejando a primeira viagem internacional.

Visto do país

Depois de escolher um destino, a primeira coisa que você precisa verificar é se precisará tirar o visto para visitar o país e quais são os pré-requisitos, documentos exigidos, onde fica o consulado, tempo para agendar, etc.

O tempo para tirar o visto varia de país para país. O dos EUA, por exemplo, tem que ser agendado e você pode se preparar para passar o dia no consulado, tamanha a burocracia. Já o de Cuba, só precisa levar alguns documentos confirmando a viagem e eles já tiram em 5 minutos no consulado, ou você pode comprar na fila de embarque para o país.

Quando tirei o visto de estudante da Espanha, tive que enfrentar uma fila por ordem de chegada, mas a entrevista foi relativamente rápida. O problema foi ter o visto negado na primeira tentativa, pois me faltavam alguns documentos; tive que voltar uma segunda vez. Fique atento, para evitar essa situação 🙂 .

Considere também o tempo que leva para receber de volta o seu passaporte com o visto. Alguns são de imediato e outros países dão um prazo de 15 dias +/-.

Atualmente, quem tem um passaporte brasileiro está liberado para visitar 153 países sem visto: África do Sul, Alemanha, Andorra, Antilhas Francesas, Argentina, Áustria, Bahamas, Barbados, Bélgica, Bolívia, Bósnia, Guiana, Bulgária, Chile, Colômbia, Coréia do Sul, Costa Rica, Croácia, Dinamarca, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Filipinas, Finlândia, França, Geórgia, Grécia, Guatemala, Honduras, Holanda, Hong Kong, Hungria, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Liechtenstein, Luxemburgo, Malásia, Marrocos, México, Mônaco, Namíbia, Noruega, Nova Zelândia, Panamá, Paraguai, Peru, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Rússia, San Marino, Sérvia, Suécia, Suíça, Suriname, Tailândia, Trinidad e Tobago, Tunísia, Turquia, Ucrânia, Uruguai, Vaticano e Venezuela.

Seguro de viagem

Alguns países exigem, além do visto, o seguro saúde para entrar no país, mas, mesmo que vá viajar para algum lugar onde o seguro não é pré-requisito, a dica que eu dou é: contrate o serviço de qualquer maneira porque acreditar que nada vai dar errado na viagem é ótimo pelo positivismo, porém qualquer imprevisto pode te trazer um prejuízo desumano com os gastos que teria sem essa cobertura.
Dá pra fazer até pelo app do banco, como eu vi no do Itaú, por exemplo. O valores variam de acordo com número de pessoas, dias da viagem, país de destino, cobertura do seguro etc.

Mais para frente, faço um post de seguros que já usamos e gostamos, continue acompanhando nossas atualizações!!!

Câmbio

A coisa mais chata que tem quando sua moeda é desvalorizada porque você acaba saindo no preju! Você pode optar por procurar casas de câmbio e encontrar a cotação mais atrativa, ativar os cartões do seu banco no Brasil para modo internacional ou adquirir um cartão viagem pré-pago. Independente da maneira que escolher, no caso do Real, acabamos “perdendo dinheiro” graças a taxa de câmbio e os juros. C’est la vie.

Existem vantagens e desvantagens para otimizar esse processo do câmbio com o uso de cada método de pagamento citado e explicarei em outro post para não deixar esse muito longo, mas resumindo: eu aconselho um mix! Troque determinada quantidade em dinheiro, deixe outra quantia no cartão pré pago para ter garantias caso algo aconteça com seu dinheiro em espécie e ative o modo internacional do cartão do Brasil para emergências.

As passagens

Não deixe para última hora! A chance de você conseguir uma promoção porque a avião está com assentos vagos e prestes a partir é baixa. Às vezes, o preço aumenta absurdamente porque as cias aéreas sabem que passageiros desesperados pagam qualquer valor.
Pesquise alguns valores com antecedência e acompanhe diariamente a variação dessas passagens. Alguns apps tornam isso fácil como o Passagens Imperdível e o Melhores Destinos que mandam notificações pelo celular. Eu uso e funciona bem para me informar.

As bagagens

A companhias aéreas estão cada vez mais rígidas em relação às bagagens. Esse assunto merece muita atenção do passageiro devido à todas as restrições das malas despachadas e da bagagem de mão.

O básico: não esqueça de conferir no site da empresa as dimensões e o peso máximos permitidos. Além disso, lembre-se que é proibido carregar líquidos e objetos cortantes na bagagem de mão por questão de segurança.

Pertences de valor a gente nunca despacha e cuidado para não se exceder nas compras no exterior, pois existe um valor limite para passar pela Alfândega sem problemas. É possível encontrar mais informações no site do aeroporto de Guarulhos.

O dia do embarque

Quando o aeroporto e as cias aéreas te aconselham a chegar 3 horas antes do embarque é para que você consiga completar todo o processo e não perder o avião. Tudo bem que seu avião só decola às 18h20 e você chegou 17h45, mas é praticamente impossível fazer o checkin, despachar as bagagens a tempo de chegarem no avião, passar pelos detectores de metal, imigração e correr para o avião que seeeempre está na plataforma mais longe que existe. Se você der de cara com aquela fila para despachar a mala e sua passagem for classe gente como a gente, esquece.

voo

Nessa última viagem, saímos de casa  – atrasadas – às 15h, chegamos as 16h05 para embarcar às 17h10 e foi tudo muuuuuito corrido. Qualquer coisa que nos atrasasse 10 minutos teria prejudicado nosso embarque. Para voos internacionais é certo: Chegue bem antes!

No avião

Viaje com roupas confortáveis e leve um casaquinho, pois faz muito frio tanto no aeroporto, quanto no avião (principalmente durante a noite). Se o voo internacional é longo, as cias aéreas até disponibilizam um cobertorzinho.

Eu estava no México com roupas de verão e quando fui pegar a conexão para Cuba acabei esquecendo do casaquinho na mala que despachei. O frio era tanto dentro do aeroporto que tive que comprar uma blusa nas lojas perto das portas de embarque e paguei o olho da cara. Gasto desnecessário, mas fiquei quentinha, valeu cada dólar. 🙂


Espero que o post ajude! Qualquer dúvida ou informação que possa ajudar outros leitores, comente aqui.

Gostou do conteúdo? Compartilha aí para que mais pessoas tenham acesso ? . Não perca nossas atualizações. Temos muitas dicas boas sobre o México e Cuba para postar!

Quem pretende conhecer esses países, não pode perder: curta a página do facebook, instagram e se inscreve no canal.

No facebook

comentários

By |2018-03-27T14:59:59+00:0016 agosto, 2016|Tags: |

About the Author:

Camila Faria, 26, mackenzista formada em Administração de Empresas com pós graduação em Controladoria de Empresas pela FIA. Fez o primeiro intercâmbio aos 17 anos e criou o site em 2013, durante o ano em que fez faculdade na Europa. Para se dedicar ao Must Share Br, saiu do trabalho na área de finanças em São Paulo e hoje mora nos Estados Unidos. Acompanhem pelo instagram: @milafaria

One Comment

  1. Ramon 26 de outubro de 2016 at 1:05 AM - Reply

    Interessante.

Leave A Comment

Contato

Entre em contato conosco pelo email: contato@mustsharebr.com