La Paloma, Uruguai: como chegar, dicas de acomodação e o que fazer

Dois chilenos que conheci em Cabo Polonio me indicaram passar por La Paloma e como era no caminho para Punta del Este, dormi uma noite lá. A cidade é pequena e bem vazia no inverno, mas  valeu conhecer.

Fiquei pouco tempo, mas deixo aqui as dicas para quem está planejando visitar La Paloma.

Sobre La Paloma

La Paloma é uma cidade de praia localizada no Departamento de Rocha, bastante procurada durante o verão uruguaio. A população da cidade é de mais ou menos 3.000 pessoas, mas em alta temporada esse número aumenta para 30.000, com a chegada dos turistas.

Mesmo no inverno, La Paloma é uma cidade para incluir no roteiro. Dá para relaxar e curtir as paisagens.

Como chegar em La Paloma

Eu cheguei em La Paloma de ônibus, saindo de Cabo Polonio. Meu roteiro pelo Uruguai começou no Chuí, seguindo para Punta Del Diablo e Cabo Polonio. São apenas 50 km de distancia entre Cabo Polonio e La Paloma.

Como a cidade é pequena, quem chegar na rodoviária pode ir andando até a acomodação. Da estação de ônibus de La Paloma até a praia são 10 minutos, por exemplo.

Acomodação em La Paloma

Quando pesquisei por hospedagem em La Paloma, vi que tinha um Hostel bem tradicional por lá e próximo à praia chamado La Balconada Beach Hostel. Não fizemos a reserva por ser baixa temporada e decidimos ir até lá. De fato, esse hostel é bem pertinho da praia, porém uma coisa estranha aconteceu.

Ao chegar, parecia que hostel estava totalmente abandonado. Quando chamamos, um homem saiu da sacada e disse que não podia nos receber porque estava lotado. Porém, não havia uma alma lá e a gente via pelas janelas do quarto, camas sem colchão nem nada. Ele nos disse para procurar outro lugar.

Resolvemos então ir para o Hostel Arazá. Esse hostel também estava no booking, mas com menos avaliações. É mais perto da rodoviária e um pouco mais longe de praia, mas como eu disse, a cidade é pequena então não tem que caminhar muito. Por conta disso, o Hostel Arazá tambem é bem localizado. Eu adorei o lugar, a vibe, a decoração. Peguei bem com o hostel.

Conversando com o dono, ele no disse que o outro hostel não abre em baixa temporada. O outro cara disse que tava lotado e foi zero solicito. Bom.,sorte a nossa. Nos hospedamos uma noite no Hostel Arazá e foi a melhor experiência que tivemos em La Paloma. O Hostel tem 2 anos e meio (Julho-2017) e o dono é viajante também. Ele tinha um perfil super ativo no couchsurfing, gosta de viajar e resolveu transformar sua paixão em negócio. Abriu um hostel que atende todas as necessidades dos viajantes.

Eles tem todo um roteiro montado durante a semana para os hóspedes. Aulas de surf, yoga, organizam passeios para a Laguna e as Sierras, etc. Mesmo em baixa temporada, você será muito bem recebido e acolhido no Azará, tanto pelos voluntários que vieram de outros países trabalham no hostel quanto pelos próprios donos. Para fazer a reserva nesse hostel com antecedência, é bem fácil, usando o Booking.com como faço em todas as minhas viagens. Só clicar no link. 😉

O que fazer em La Paloma

1. Farol Santa Maria

Fomos visitar o farol de la Paloma. Saindo do hostel, são uns 15 minutos de caminhada. Dá para ir andando pela praia também. Apesar de farol de La Paloma ser bem menor que o de Cabo Polonio, a ideia era fazer o mesmo: subir  faro e ter uma vista da cidade.

Nós chegamos às 11h45 e o cara disse que não poderíamos subir, pois meio dia era o horário de almoço e só podia liberar depois das 15h porque eles tem siesta no Uruguai. Sobre a siesta na Espanha eu sabia, mas siesta no Uruguai foi informação nova para mim. Depois do almoço, o comercio fecha a porta para um soninho e isso é super tradicional e real na Espanha. Fecham tudo.

A gente disse que ainda tinha 15 minutos até meio dia e que subiríamos rapidinho já que não dava para voltar as 15h. Nosso bus para Punta del Este era as 16h. Ele apenas disse “sinto muito, na próxima vez que voltarem para La Paloma vocês sobem”. Bem gente boa hahaha. Enfim… fique atenta aos horários do farol se você quiser subir.

2. Praia Los Botes

A praia mais famosa de La Paloma é a Playa Los Botes. O que nós fizemos foi seguir para a Playa La Balconada e caminhar pela praia até chegar na Los Botes. A água é um pouco escura, mas as praias são bem bonitas mesmo. Na praia tem umas rochas que parecem madeira tratada e algumas horas várias conchas na areia. Bastante interessante.

Como era baixa temporada, não tinha muita gente na praia e a água é fria, mas foi o dia mais quente que peguei durante quase todo o mochilão de 2 meses pela América do Sul.

Com um pouco de sorte, você vai conseguir avistar as baleias que são comuns nessa região. A página do Hostel Arazá sempre posta umas fotos dos animais que aparecem em La Paloma.

3. Alugar uma bike e rodar La Paloma

La Paloma tem uns roles mais longe da cidade que dá para fazer e esses tours são feitos de bike, como é o caso da Laguna de Rocha. Vale a pena alugar uma bicicleta e dar uma volta pela região.

Curiosidades sobre La Paloma

Uma coisa que eu achei engraçado é que as ruas de La Paloma são os signos e astros. Tem Rua Leão, Rua Aries, Rua Venus, etc. Eu gosto muito das paradas dos signos então percebi nisso hahaha.

Vale a visitar La Paloma no inverno?

Como disse anteriormente, La Paloma no inverno não tem muita gente. No verão, é um dos principais destinos no litoral uruguaio. Ela é mais parecida com cidades que temos no Brasil, então não foi tã0 diferente como foi Cabo Polonio e Punta del Diablo, mas se você quiser passar para conhecer e relaxar, sempre vale a pena sim.

Seguimos viagem de ônibus para Punta de Este. Vou escrever todas as dicas de Punta, então acompanhe nosso blog. Quem quiser ver mais fotos: nosso insta é @mustsharebr.

Vai viajar pela América do Sul? Leia também:


Espero que o post ajude e aguardem os próximos. TEM MUITA DICA PARA VOCÊS! Vale lembrar: informação útil é informação compartilhada. Compartilhe com seus amigos. ? E para não peder nossas atualizações, estamos no facebook, Instagram e youtube. <3

No facebook

comentários

By |2017-10-30T18:12:40+00:005 outubro, 2017|Tags: , |

About the Author:

Camila Faria, 26, mackenzista formada em Administração de Empresas com pós graduação em Controladoria de Empresas pela FIA. Fez o primeiro intercâmbio aos 17 anos e criou o site em 2013, durante o ano em que fez faculdade na Europa. Para se dedicar ao Must Share Br, saiu do trabalho na área de finanças em São Paulo e hoje mora nos Estados Unidos. Acompanhem pelo instagram: @milafaria

Leave A Comment

Contato

Entre em contato conosco pelo email: contato@mustsharebr.com