Punta del Este: dicas de um destino caro para quem viaja barato

Punta del Este é uma das cidades mais badaladas no Uruguai. É um destino muito procurado pelos próprios uruguaios, argentinos e brasileiros. É conhecida também por ser uma cidade cara para viajar. Realmente é, mas aqui temos dicas para economizar direto de quem fez um mochilão roots e mesmo assim queria conhecer Punta del Este.

Sobre Punta del Este, Uruguai

Punta del Este tem esse nome porque é a ponta do Uruguai mesmo. Geograficamente, o território é nada mais nada menos que divisão entre o Oceano Atlântico e o Rio da Prata. A cidade já foi considerada como o balneário mais luxuoso da América do Sul pela Forbes e é verdade. Andando pela cidade, você vê as lojas de marca, cassinos, hotéis de luxo, etc.

No verão é um dos destinos mais procurados não só no Uruguai como na América do Sul. Quando fui no inverno já estava lotada, imagina então em alta temporada.

Como chegar em Punta del Este de ônibus

Como já disse em posts anteriores, saí do Brasil e atravessei a fronteira com o Uruguai, seguindo por toda a costa de ônibus. Meu último destino antes de Punta del Este foi La Paloma.

Saindo de La Paloma, não existe um ônibus que vá direto para Punta del Este. Nós compramos um ticket no valor de 215 pesos uruguaios com a empresa de ônibus Rutas del Sol até uma cidade próxima chamada San Carlos. Só tinha 2 opções de horário de ônibus de La Paloma sentido Punta del Este: às 16h20 e 18h50. Por sinal são os mesmos horários de ônibus para Pan de Azucar e Montevidéu.

San Carlos fica a uns 18 km de Punta del Este. Chegando em San Carlos, você tem que sair da rodoviária, atravessar a rua e ir até um ponto de bus para pegar outro ônibus até Punta del Este.

Não precisa comprar em nenhum guichê, eu paguei direto para o motorista do ônibus, mas pedi informação para as pessoas locais para saber qual era o ponto de ônibus. O ônibus passa de hora em hora e custou 56 pesos uruguaios. A viagem foi bem rápida e o motorista nos deixou na rua do hostel.

Onde se hospedar em Punta del Este

Para economizar, busquei hostels e quartos compartilhados. Sempre utilizo o Booking.com para fazer as reservas com antecedência. Normalmente, o pagamento é feito só na hora (tirando feriados) e se cancelar a reserva antes da data de checkin, também não tem multa.

Amigos chilenos que conheci em Cabo Polonio, me indicaram o El Viajero que não era tão caro, bem localizado e animado. Nós pedimos para o motorista do ônibus nos deixar perto do hostel e ele deixou bem em frente. Fui sem reserva nem nada, gostei e ta recomendado.

Resultado de imagem para el viajero punta del este

O El Viajero é uma rede de franquias de hostels presente em alguns países da América do Sul. Fiquei em um quarto compartilhado com 6 pessoas. O Hostel tem tudo… café da manhã bem delícia, cortininha em cada cama para ter privacidade, banheiro no quarto, além de um bar e restaurante para interagir com a galera.

Fica bem localizado mesmo, pertinho do centro turístico, rodoviária, fomos andando para a balada e pontos que todo mundo quer conhecer como a mão de Punta del Deste.

As acomodações em Punta del Este são bem o olho da cara, então a melhor opção para mim foi El Viajero. Quer fazer uma reserva? Para ver os valores de cada tipo de acomodação e se tem vaga para o dia em que deseja viajar clique aqui.

O que fazer em Punta del Este

Fiquei 3 dias e 2 noites em Punta del Este. Buscamos alguns pontos turísticos gratuitos e esse foi meu roteiro:

Mano de Punta del Este

Ela fica tão pertinho do hostel e dá para ir andando. Queria tirar uma foto bonita aí, mas gente que perrengue. Nem durante a noite a mão fica vazia. É lotada e tem hora que chega aqueles ônibus de turismo e você não consegue ver mais nada.  Tente chegar cedo se quiser uma foto sem intrusos. 🙂

La Barra, Playa Mansa, Playa Brava

Era inverno e estava bastante frio, então nada de curtir a praia. La Barra, Playa Mansa e Playa Brava são as praias mais famosas entre os turistas. Eu peguei quase tempestade lá, então só caminhamos pela Playa Brava mesmo que é a mais próxima do monumento da mão. As outras duas ficam mais longe desse centrinho turístico.

Porto de Punta del Este

Foi indicação de um amigo alemão que conhecemos em Cabo Polonio passar pelo porto de Punta del Este para conhecer os maiores lobos marinhos da vida. Nós fomos para lá sem saber direito onde procurar, mas assim que chegamos já começamos a ouvir os barulhos que eles fazem.

Eles são enormes mesmo. Estavam dentro da água quando fomos, mas vimos pelas fotos que eles ficam do lado de fora também bem perto das pessoas. Eles ficam ali na região porque tem várias peixarias perto do porto e acabam ganhando uma comidinha fácil. Apesar de fofos, os locais nos falaram para não chegar tão perto porque eles “atacam” também.

O Porto em si já é bem legal para visitar. Visual bonito,  tem uma rua próxima com bares e restaurantes. Fomos caminhando mesmo. Deu uns 15 minutos de distância do hostel.

Casapueblo

Todo mundo que conhece Punta del Este acaba passando pela Casapueblo também. Fica localizada em  Punta Ballena, próximo de Punta del Este. Eu acabei não conhecendo por 2 motivos: o clima não ajudou em nada durante meus dias em Punta e até dava para ir de ônibus, mas é um rolezinho tanto de transporte como de caminhada. Fora que tem que pagar, então optei por ir em outro momento.

Resultado de imagem para casapueblo

Fonte: wikipedia

A Casapueblo pertence ao artista plástico e arquiteto uruguaio Carlos Páez Vilaró. Tem uma pegada meio casinhas da Grécia e tal e muita gente busca por essa atração pela cultura, arte, além de apreciar o por do sol. No complexo existe um  museu, uma galeria de arte e um hotel.

A entrada na baixa temporada custava 250 pesos (+- 30 reais) por pessoa e aceitam cartão para pagamento. É possível também consumir no restaurante do local, mas nesse caso não dá para visitar o museu, só ter a vista do pôr do sol. O mais indicado é ir de carro até lá. Um pessoal que estava no meu hostel foi de carro e eles disseram que conseguiram achar bem fácil.

Algumas agências cobram muito por esse passeio e falam que não é possível realizá-lo sem agência, mas não é real. É possível para conhecer a Casapueblo por conta própria.

Como ir de ônibus até a Casapueblo

Dá para pegar um ônibus no terminal de Punta Del Este (bem perto do Hostel). Você encontra algumas opções de empresas de ônibus, mas os preços são todos fixos. Nessa viagem pelo Uruguai, usei bastante os serviços das empresas COT e Rutas del Sol. Cada passagem de ônibus de Punta del Este até Punta Ballena sai por 76 pesos (+- 9 reais).

Descendo no ponto de ônibus em Punta Ballena, tem que andar uns 1,5km até a Casa Pueblo. O museu em si não é muito grande. Talvez não seja o ideal passar um dia inteiro na Casapueblo, porque não tem muito para ver. O legal é ir no período da tarde, conhecer o museu, tomar um café e apreciar o pôr do sol.

Na volta para Punta del Este é só pegar um ônibus  que custa 51 pesos (+- 6 reais) em frente ao mirante próximo a Casapueblo. Você recebe 2 passagens que eles chamam de combinado. O primeiro bus vai até ao terminal de Maldonado, troca de ônibus e pega o segundo para Punta del Este.

Fora da Casapueblo

Ao sair da Casapueblo, não deixem de passar no Mirador de Punta Ballena para uma fotinho a mais da paisagem. Você vai conseguir ver os prédios de Punta del Este de fundo.  Muitas pessoas se reunem nesse mirante para ver o pôr do sol também.

Festas em Punta del Este

Na primeira noite, fomos até uma das baladas mais conhecidas em Punta del Este chamada Ovo Nightclub. As entradas foram gratuitas porque o dono do bar do hostel El Viajero (apesar do bar ser dentro do hostel, os donos são diferentes) é um cubano que tem seus contatos na cidade.

Era uma sexta a noite e também feriado no Uruguai. Acho que por isso vi uma galera mais nova com seus 20, 21 anos nesse role, mas deu de tudo. Mesmo assim, a balada foi bem legal. De fato não é barato beber lá dentro, então faz um esquenta antes.

Preços das bebidas em baladas em Punta del Este

  • Cerveja Nacional – 200 pesos (+- 22 reais)
  • Taça de champagne – 200 pesos (+- 22 reais)
  • Shot de Tequila – 200 pesos (+- 22 reais)
  • Vodka + energético – 200 pesos (+- 22 reais)
  • Fernet com Coca Cola – 250 pesos (28 reais)
  • Gim-Tônica – 250 pesos (28 reais)
  • Garrafa de Champagne – 1500 pesos (170 reais)
  • Garrafa de Rum – 2800 pesos (318 reais)
  • Água – 150 pesos (17 reais)
  • Refrescos – 150 pesos (17 reais)

Depois tive a brilhante ideia de comprar uma cervejinha pós balada no cassino. Paguei 8 dólares (+- 26 reais) em um copinho de 300 ml. Não rasguem dinheiro como eu kkkk.

Bares em Punta del Este

Além dos bares perto do porto, visitamos um que chama Moby Dick. Mesma coisa, cervejas nacionais custavam 190 pesos, importadas entre 220 e 280 pesos e tudo long neck.

Vale a pena visitar Punta del Este no inverno?

É bem importante lembrar que como fui no inverno, muitas coisas ficam mais baratas porque não é alta temporada. Mesmo assim, a cidade estava lotada (acho que por conta o feriado) e deu para me divertir bastante.

Porém, além do frio, dei azar com a chuva e tal. Não deu para aproveitar a praia, mas sim… Punta Del Este é um destino válido no inverno se você não se apegar a ideia de curtir uma praia.

Resumindo…

Eu gostei de Punta del Este e me falaram para voltar no verão que tem outra pegada totalmente diferente do inverno, porém é nitidamente um destino mais ostentação. Bem diferente da vibe de Punta del Diablo e Cabo Polonio por exemplo.

Vale visitar, tirar uma fotinho com a mão, mas não foi meu destino preferido nesse estilo de viagem. Espero que as dicas tenham ajudado e o meu próximo post é sobre Montevidéu. 🙂

Vai viajar pela América do Sul? Leia também:


Aguardem os próximos posts. TEM MUITA DICA PARA VOCÊS! Vale lembrar: informação útil é informação compartilhada. Compartilhe com seus amigos. ? E para não peder nossas atualizações, estamos no facebook, Instagram e youtube. <3

No facebook

comentários

By |2017-11-22T13:44:00+00:0022 novembro, 2017|Tags: |

About the Author:

Camila Faria, 26, mackenzista formada em Administração de Empresas com pós graduação em Controladoria de Empresas pela FIA. Fez o primeiro intercâmbio aos 17 anos e criou o site em 2013, durante o ano em que fez faculdade na Europa. Para se dedicar ao Must Share Br, saiu do trabalho na área de finanças em São Paulo e hoje mora nos Estados Unidos. Acompanhem pelo instagram: @milafaria

Leave A Comment

Contato

Entre em contato conosco pelo email: contato@mustsharebr.com