Montevidéu: roteiro de 2 dias saindo de Punta Del Este

Montevidéu foi minha quinta parada no mochilão de 2 meses que fiz pela América do Sul. Sempre ouvi falar muito bem dessa cidade e não tinha ideia do que fazer por lá. Deixo aqui minhas dicas de quem tentou economizar na capital do Uruguai.

Sobre Montevidéu

Como já disse, Montevidéu (ou Montevideo em espanhol) é não só a capital do Uruguai, como também a maior cidade do país. Localizada às margens do rio da Prata, é considerada a cidade com a maior qualidade de vida na América Latina e também está na lista das 30 cidades mais seguras do mundo.

Eu esperava uma cidade estilo São Paulo e não é. Montevidéu é grande, mas tem uma vibe muito tranquila. A cidade tem de tudo como uma cidade grande, mas você se sente em uma cidade média de interior, até porque ela tem seus +- 1.300.000 habitantes mesmo.

Como chegar em Montevidéu

Fiz todo meu mochilão de ônibus e minha última parada antes de Montevidéu foi Punta Del Este. A distância entre Montevidéu e Punta Del este é de +- 143km pela costa ou 153 km se subir até San Carlos e seguir a rota por dentro. De carro dá umas 2h30 de viagem.

Montevidéu para Punta del Este de ônibus

Fui até a estação de ônibus de Punta Del Este que fica pertinho do hostel que me hospedei lá. Chegando lá, é bem fácil. Tem vários guichês com placas grandes para Montevidéu ou outras cidades.

Eu vi 2 empresas que faziam o trajeto e os preços eram os mesmos. Os ônibus saem de hora em hora com alguns minutos de diferença entre uma empresa e outra. O ônibus que saía mais cedo era da Copsa Este e, por isso, comprei 1 ticket de ônibus sentido Montevidéu com eles. Custou 296 pesos uruguaios (+- 34 reais), sendo que a passagem custa 280 pesos e tem a taxa de embarque.

Chegando em Montevidéu, fomos parar no Terminal Tres Cruces. De lá, pegamos um Uber até o hostel. O hostel fica a 3,5 km da rodoviária e deu uns 10 minutos de carro. Paguei 128 pesos uruguaios (+- 14,50 reais) e dividi com minha amiga chilena que conheci em Punta Del Diablo e estava seguindo viagem como até então. A Uber funciona muito bem em Montevidéu.

Hospedagem em Montevidéu

Hostel é sempre minha opção para economizar + conhecer novas pessoas. Como fiquei hospedada no El Viajero em Punta Del Este, optamos por fazer a reserva no El Viajero de Montevidéu também. Quando você fica hospedado em um dos hostels da franquia, tem desconto na próxima hospedagem.

É importante lembrar que ser da mesma rede de franquias não significa ter o mesmo dono. Eu achei o El Viajero de Montevidéu muuuuito desorganizado comparado ao de Punta Del Este. Em Punta, só tinha 2 funcionários de staff + o pessoal da limpeza e o hostel era impecável.

Em Montevidéu, o hostel era bem maior e o staff completamente perdido. Nos colocaram em um quarto, depois pediram para mudar. Cheguei na minha cama, tinha gente lá há 3 dias. Tive que mudar umas 3 vezes de quarto, subir e descer escada até eles acertarem de vez. Fiz a reserva para 2 dias e no segundo dia, eles tinham feito outra bagunça na reserva e me mudaram de quarto DE NOVO. Foi muito incomodo tudo isso, porque eu tive que acordar cedo, fazer o check out e esperar liberar o outro quarto. Só de lembrar já passo raiva.

Tirando a desorganização…

O El Viajero de Montevidéu é bem localizado e se você buscar na internet, também é bem avaliado. Ele fica bem perto da 18 de Julio que é uma das avenidas principais de Montevidéu e eu fiz bastante coisa andando.

Imagem relacionada

Fonte: Hostelworld

Tem um pátio com bar, dá para conhecer muitas pessoas e pode levar sua própria bebida e comida para economizar. Às vezes tem umas músicas ao vivo também, para animar mais a galera. Mesmo no inverno o Hostel estava lotado e cheio de brasileiros também. Os quartos são espaçosos e alguns tem banheiro no quarto, outros não. Outra coisa bem boa é o café da manhã.

Conheci duas brasileiras em Punta Del Este que ficaram em Hostel chamado Caballo Loco e elas ficaram sem água quente durante alguns dias e disseram que o quarto estava bem frio durante a noite. Eu não tive esse tipo de problema de infraestrutura no El Viajero. Eu recomendo esse hostel no geral, tirando esse inconveniente com a desorganização das reservas.

Sempre faço minhas reservas pelo Booking.com. A grande maioria dos hostels só te cobra lá na hora e se precisar cancelar a reserva com antecedência não tem taxas. Para reservar o El Viajero, clique aqui que vai direto na página deles. Se quiser conferir outras acomodações na região, segue a lista nesse link.

O que fazer em Montevidéu

Esse foi o roteiro que eu segui nos 2 dias que fiquei em Montevidéu. A cidade é cheia de museus então para quem tem interesse, tem atrações para vários dias. Eu queria mais conhecer, tirar umas fotos e bater perna mesmo, então não entrei nos museus.

Caminhar pela 18 de Julio

A 18 de Julio é uma das avenidas mais importantes de Montevidéu. Como ela fica bem perto do hostel El Viajero, saímos e fomos caminhar pela avenida sentido Praça da Independência. É uma avenida grande, cheia de lojas e bastante gente.

Praça da Independência 

A Praça da Independencia também está bem perto do hostel. Bem no meio dela, tem um mausoléu subterrâneo e a entrada é gratuita. Lá ficam os restos mortais de José Gervasio Artigas, um político militar uruguaio, considerado um herói em seu país. Também na praça é possível ver o Palácio Salvo, Palácio Esteves e a Torre Executiva, sede do poder executivo.

Mercadão de Montevidéu

Vi que muitas pessoas visitam o mercado de Montevidéu e eu achei que seria um mercadão com frutas e coisas locais. Fomos caminhando até lá e por fora parece mesmo um mercadão. Porém do lado de dentro mais parece um shopping center e não era nada rústico ou natural. Várias lojas apenas, mas valeu conhecer.

Letreiro de Montevidéu e Pocitos

Saímos do mercadão e pegamos um Uber até o bairro Pocitos. Esse é um bairro famoso em Punta Del Este porque é considerado um bairro de luxo com vários café e restaurantes. Caminhamos por ele e seguimos para a praia Pocitos até chega no letreiro que fica ali perto. Bastante gente local faz exercícios e caminha com seus cães pela região e no verão a praia Pocitos fica lotada.

Para tirar foto no letreiro, já viu né. Aquela fila de pessoas e sempre alguém saindo de fundo na foto haha.

Festas em Montevidéu

A vida noturna de Montevidéu é bem agitada. Se você quer dicas de onde sair durante a noite em Montevidéu, eu conheci um bar que super recomendo chamado Montevideo Beer Company. Depois, seguimos para uma balada, indicação de uma das garçonetes do bar. Foi um belo erro e já explico o porquê.

Montevideo Beer Company
Image may contain: 6 people, people smiling, outdoor

Fonte: facebook do MBC

Esse bar oferece todas as cervejas artesanais que você pode imaginar. Eu paguei 140 pesos uruguaios por cada chopp (+- 15,90 reais) e 170 pesos pelo Mojito. O bar estava lotado dentro e fora, em todos os andares. Tinha música, galera de todas as idades e eu me diverti bastante. Tem comida também, mas não experimentei.

O único problema é que como é um bar, fecha cedo e as pessoas seguem para outras baladas. Nós perguntamos para uma menina que trabalhava lá alguma indicação e ela nos disse que um bar que fica até mais tarde aberto é o Jackson Bar, mas que ela iria para uma balada local. O nome da balada era Macarena e só tocaria reggaeton.

Macarena

A gente pegou um Uber e seguiu para essa Macarena Disco Pub. Ela disse que talvez não era muito a nossa cara por ser um role bem local e que tocaria reggaeton. Eu adoro conhecer coisas menos turísticas e amo reggaeton, então pensei “eu vou amar”. Ai gente, que erro.

Não sei se foi só nessa noite porque era feriado, ou se tinha algum show específico, mas vamos lá! Primeiro que estava LOTADO. A fila para entrar dava voltar no quarteirão e falaram que já estava cheio lá dentro. A cena na rua não era das mais belas, parecia aqueles rolezinho bagaceiro sabe?

Tinha muita gente bêbada na rua, várias delas brigando, polícia para todo lado, gente com carro estacionado no meio da rua com o porta malas aberto e o som no último, uns sem teto nitidamente alterados. Eu olhei ao redor e nem sabia se estava em um bairro seguro ou não. Como ficamos com medo e tava morrendo de vontade de fazer xixi, resolvemos sair de lá. Mandei mensagem para uns amigos uruguaios que estavam em outro bar e que iriam para outra balada e chamei um Uber. Aí sim o role foi bom.

Importante falar que essa Macarena é bem avaliada nas redes sociais e, na verdade, fica perto do Hostel. Porém, quando falei para meus amigos uruguaios que a gente tinha ido até lá, eles falaram que algumas festas podem ser um pouco “barra pesada”. Eu imagino a cena de um gringo perdido indo em um baile funk bem nativo no Rio de Janeiro. Acho que para esses roles raiz assim, você tem que estar com pessoas que são da região e conhecem. Se acontecer alguma coisa, cê não quer ser o gringo perdido né? Enfim, pra mim não deu, mas segue a página do lugar.

Azabache DiscoPub
Imagem relacionada

Fonte: El pais

Encontrei meus amigos uruguaios em um boteco x e fomos para esse pub que depois vira balada chamada Azabache. Nossa que noite! Também é um lugar bem local, com músicas muito boas e eu me diverti horrores lá. Tocou um pouco de eletrônico, salsa, vários reggaeton e todo mundo dançando muito.

A cerveja era 100 pesos (+- 8 reais) e a balada fica dentro do Parque Batlle, conhecido em Montevidéu, em frente a Plaza 8 de Março e ao lado do estádio de futebol da cidade. Recomendo muito esse lugar.

Vale a pena visitar Montevidéu no inverno

Mesmo sendo inverno, Montevidéu estava lotada. Tanto o hostel, quanto as baladas e os pontos turísticos. É só levar suas roupa de frio e abrir mão de tomar um sol da praia que você terá uma viagem muito agradável e tranquila mesmo sendo inverno. Acho que Montevidéu é uma daquelas cidades que não tem baixa temporada. É sempre um destino muito procurado.


Saí de Montevidéu e fui para Colônia passar 2 dias e uma noite. Esse será meu próximo post, encerrando meu roteiro pelo Uruguai. Depois, segui para Argentina, Chile, Bolívia e Peru, ou seja, tem muuuito post e dicas ainda para vocês.

Vale lembrar: informação útil é informação compartilhada. Compartilhe com seus amigos. ? E para não peder nossas atualizações, estamos no facebook, Instagram e youtube. <3

No facebook

comentários

By |2017-11-28T15:28:09+00:0028 novembro, 2017|Tags: , |

About the Author:

Camila Faria, 26, mackenzista formada em Administração de Empresas com pós graduação em Controladoria de Empresas pela FIA. Fez o primeiro intercâmbio aos 17 anos e criou o site em 2013, durante o ano em que fez faculdade na Europa. Para se dedicar ao Must Share Br, saiu do trabalho na área de finanças em São Paulo e hoje mora nos Estados Unidos. Acompanhem pelo instagram: @milafaria

Leave A Comment

Contato

Entre em contato conosco pelo email: contato@mustsharebr.com