Quanto custa viajar para Porto Rico: roteiro de 3 dias

Quanto custa viajar para Porto Rico? Vale a pena viajar para Porto Rico depois do furacão Maria? As coisas estão mais baratas mesmo depois do furacão?

Aproveitei o feriado de President’s day nos EUA para conhecer Porto Rico. Eu só tive 3 dias, mas a viagem valeu super a pena. Deixo aqui minhas dicas sobre Porto Rico, esse paraíso que eu nem voltei de lá direito e já quero visitar mais vezes.

Sobre Porto Rico

Porto Rico foi uma das muitas colônias espanholas. Foi durante a Guerra de Independência de Cuba contra o domínio espanhol que os Estados Unidos acabaram intervindo, dando início a Guerra Hispano-Americana contra a Espanha.

Ao assumir a derrota, a Espanha passou para os EUA, através do Tratado de Paris de 1898, o controle temporário de Cuba e indeterminado de Porto Rico, Guam e as ilhas das Filipinas.

Mais tarde Cuba se tornou um país independente, ao contrário de Porto Rico que é considerado até hoje um território não incorporado dos Estados Unidos. Por toda essa história, quem nasce em Porto Rico é cidadão americano.

Apesar das línguas oficiais em Porto Rico serem o inglês e o espanhol, o idioma que predomina nas ruas é o espanhol. Conversei com uma porto-riquenha e ela disse que nas escolas eles aprendem espanhol e só as escolas particulares ensinam também o inglês.

Eu fiquei apaixonada por Porto Rico, porque ao mesmo tempo que você tem a sensação de estar nos Estados Unidos mesmo, eles tem uma cultura latina muito forte. É como se fosse um mix das melhores coisas que os norte americanos latinos podem ter.

Porto Rico depois do furacão Maria

Não é que tudo esteja perfeito e recuperado. As áreas mais afastadas e cidades pequenas ainda sofrem as consequências do furacão. Algumas pessoas continuam sem luz, com as casas destruídas e falta água potável.

Entretanto, a região de San Juan e principais cidades estão preparadas para receber turistas. Eu tive zero problema durante minha viagem. Apesar de ter visto algumas casas destruídas na estrada de um passeio para outro, parecia que o furacão não tinha passado por ali, quando se trata da “estrutura para o turismo em Porto Rico”.

Inclusive, é ainda mais importante que as pessoas não “isolem” Porto Rico nesse momento e continuem visitando a ilha.

Como chegar em Porto Rico

Fui para Porto Rico de avião. Perto de San Juan, está localizado o Aeroporto Internacional Luis Muñoz Marin e foi lá que desembarquei. Eu sempre busco minhas passagens utilizando o skyscanner. No post Facilitando a busca por voos baratos você encontra outras dicas. Como saí de Baltimore – EUA, encontrei passagens por 221 dólares + taxas, ida e volta.

Fiz uma busca de voos para San Juan, saindo de São Paulo: as passagens mais baratas que encontrei saíam no final de Abril, voltando no começo de Maio, por R$1.802,00 com escala em Bogotá. Já as mais caras chegaram a R$2.400,00. Só pra te dar uma ideia de valores, mas a gente sabe que os preços de passagem mudam o tempo todo.

Eu viajei pela American Airlines e, aqui nos EUA, a Spirit (que é conhecida pelos voos low cost) também faz o trajeto. Saindo do Brasil, você pode buscar passagens pela Avianca, Copa Airlines e American Airlines.

Independente da ponto de partida e empresa aérea, é importante comprar a passagem com antecedência. Uma semana antes da viagem, vi passagens no mesmo voo que eu o meu por 420 dólares.

Cruzeiros para Porto Rico

Outra opção são os diversos cruzeiros pelo Caribe que tem Porto Rico como um dos principais destinos. Se você for para Miami, por exemplo, consegue encontrar várias agências que oferecem cruzeiros combinando Cuba, Jamaica, Porto Rico e por aí vai.

Não tenho nenhuma dica sobre cruzeiros ainda, porque nunca fiz. Quero muito fazer, então assim que surgir a oportunidade, dou o update aqui para vocês.

Melhor meio de transporte em Porto Rico

Se você tiver muitos dias na ilha e quiser ir além de San Juan, vale a pena alugar um carro. A ilha não é imensa, mas também não é pequena. Existem alguns paraísos a apenas 2 horas de San Juan e com um carro, você consegue percorrer os trajetos mais lindos e conhecer alguns lugares menos turísticos, mas que valem a pena. Normalmente, alugamos os carros para nossas viagens pela Rentalcar.

Como só fiquei 3 dias em Porto Rico, acabei usando Uber e táxi. Ao sair do aeroporto em San Juan, peguei um táxi para o hostel por 2 motivos: 1) o aplicativo do Uber nem funciona lá do aeroporto e 2) os preços dos táxis são tabelados. Li que era “fácil” sair do aeroporto “atravessar a rua e pedir um Uber”. Não é e olha que eu tentei.

O aeroporto é grande, as ruas ao redor dele não tem calçadas para pedestre e são rodovias na verdade. Vale a pena já chegar e ir direto para a fila de táxis.

Valores dos táxis saindo do aeroporto de San Juan (FEV/18)

Quanto custa o táxi em Porto Rico?

Como os valores são tabelados, não tem essa do taxista enganar o turista perdido. Você paga de acordo com o destino e te informam o preço antes de entrar no táxi.

Meu hostel ficava no bairro de Condado. Foram 15 dólares pela região + mais 1 dólar da mala + 2 dólares de taxa de combustível e + 1 dólar da taxa do aeroporto. No total, paguei 19 dólares. Você “compra a viagem” no guichê, mas paga direto para o taxista, então tenha dólar em espécie.

Já no hostel, fui de Uber para Old San Juan e voltei de táxi. Além do taxista não ter taxímetro, ele enfiou a faca na hora de pagar, claro. Cobrou mais caro do que tinha pagado do aeroporto para o hostel, que é um trajeto mais longo do que meu hostel até Old San Juan. Questionei o valor e a resposta dele foi: “vindo do aeroporto é uma coisa, vindo de onde você tava é outra. Não tem a ver com distância. É esse o preço e pronto.”

Eu passo essas coisas e nem dá raiva, porque só penso: dica para o blog! Usem Uber em San Juan. Funciona bem e é muito mais barato. Para ter uma ideia: no último dia, ao voltar para o aeroporto, consegui ir de uber saindo do Hostel. Paguei apenas 7 dólares pelo trajeto.

Onde se hospedar em Porto Rico

Seguindo nossa linha de viagem de sempre: buscamos um hostel com avaliações legais e preços que cabem no bolso. Eu gosto muito de ficar em hostel quando viajo sozinha, porque é mais fácil de conhecer uma galera. Li todos os reviews e valores, analisei a localização dos hostels na cidade e optei pelo Mango Mansion. Escolha certa!

O Mango Mansion é muito bem localizado, tem café da manhã, staff gente boa e quartos limpos. Um contra é que não tinha água quente nos chuveiros. Na teoria, como sempre faz calor lá, tudo bem. Porém eu não curto tomar banho gelado e, para mim, uma água morna faz diferença. Mesmo assim, levando em conta os prós e o valor que paguei (3 dias e 2 noites de hospedagem foram 68 dólares), recomendo esse hostel. Se eu voltar para Porto Rico, ficarei lá de novo.

Fiz minha reserva usando o Booking.com. Sempre fazemos a reserva utilizando esse site, pois ele não cobra comissão ou taxas de reserva. Além disso, a maioria dos cancelamentos antecipados são gratuitos. Se você quiser fazer a sua, é só clicar aqui. Existem muitas outras acomodações em San Juan então se você não quiser ficar em hostel, segue uma lista de hotéis, pousadas, etc.

Por fim, Airbnb é sempre uma opção. A gente tem um código do Must Share que te dá R$130,00 de crédito na sua primeira hospedagem.

O que fazer em Porto Rico

Roteiro de 3 dias em Porto Rico

Dia 1 – Viejo San Juan

Cheguei no Hostel lá pelas 13h30, fiz o checkin e segui para Viejo San Juan ou Old San Juan. Eu ainda nem tinha roteiro, então dei um google lá no hostel mesmo. Os pontos turísticos que visitei, foram os mais indicados no Tripadvisor.

Pedi para o Uber me deixar primeiro no Castillo San Cristóbal. Depois de visitar o forte, sai caminhando pela Old San Juan até chegar no Castillo San Felipe del Morro. Os dois fortes foram construídos pela Espanha na época colonial com a finalidade de proteger San Juan de possíveis ataques.

Você paga por 1 ticket e pode visitar os 2 Castillos e é válido por dois dias. A visita é bem legal e tem bastante história. Recomendo.

Quando terminei as visitas, já era final de tarde. Dei uma volta pela Old San Juan, visitei a Catedral de San Juan Batista e voltei para o hostel.

Dia 2 – Culebra Island

No domingo, fiz o tour de 1 dia para a Ilha Culebra. Ela é conhecida por abrigar a Flamenco Beach, uma das praias mais paradisíacas do planeta, títulos dados pela Revista Forbes, Tripadvisor e outros.

Fiz minha reserva online, através do site da empresa Puerto Rico Desk. O valor do tour é 94 dólares por pessoa e essa foi a agência mais barata que encontrei e com boas recomendações. O nome do tour no site é Catamaran Culebra. Eles te dão a opção extra de pagar o transporte até o porto de onde sai o catamaran.  

Culebra Island – Puerto Rico

O passeio dura o dia todo, tem almoço, é open bar e o staff muito divertido e profissional. Adorei. Vou fazer um post mais detalhado sobre a ilha.

Uma ilha mais perto do que a Culebra é a Icacos e encontrei boas referências sobre o passeio com a Castillo Tours. Eu não fiz esse passeio, mas não deixa de ser uma opção para quem tiver mais dias em San Juan.

Dia 3 – Praia em San Juan

No meu último dia em San Juan, não queria ir para longe para aproveitar mais. Fiz o check out no hostel (e deixei minha mala lá),  depois fui para a praia. A praia é imensa e passa por vários bairros. Fiquei na altura do “Ocean Park“. Estava bem movimentada e fez bastante sol. Tomei minha piña colada, umas cervejas e passei a tarde lá.

Almocei, voltei para o hostel e segui para o aeroporto para pegar meu voo no final da tarde.

Festas em Porto Rico

Acho que a maior vantagem de ficar hospedado no Mango Mansion é a localização. Esse hostel fica a 3 quadras da conhecida La Placita. É uma praça com vários bares e “baladas”. Dá para ir andando, mas como fui sozinha na primeira noite, acabei pegando um Uber que deu 4 dólares, então foi tranquilo.

Saí em La Placita nas duas noites que fiquei em San Juan e me diverti muito. Não paguei para entrar nos lugares e as bebidas não são tão caras. A cerveja local mais conhecida é a Medalla que custa em média 4 dólares.

No sábado a noite, todos os bares estavam lotados. No Domingo tinha gente, mas bem menos.

Passei por muitos bares em Viejo San Juan, mas como estava mais longe do hostel, acabei ficando pela La Placita mesmo.

Onde comer em San Juan, Porto Rico?

Eu comi fora todos os dias e não passei vontade. Para mim, comida não é gasto, é investimento haha. Um restaurante que eu gostei foi o Tresbe. Fica perto do Hostel, é bem moderno e tem um cardápio bastante variado.

Também comi no Isushi Asian Bistro porque AMO comida japonesa. Fica numa avenida cheia de restaurantes, perto do hostel também.

Meus pratos sempre vieram acompanhados de uma Medalla ou mojito e piña colada. A comida + drinks deram em média 20 dólares por pessoa/refeição.

Quanto custa viajar para Porto Rico?

Meus gastos nessa viagem de 3 dias para San Juan foram:

  • Passagem aérea para San Juan: US$283,80 (221,00 + 62,80)
  • Acomodação em San Juan: US$66,49
  • Castillos: US$7,00
  • Passeio para Culebra Island: US$130.59 (passeio + transporte para o porto)
  • Uber total: US$20,51
  • Táxi total: US$34,00
  • Comida (+ drinks): 60,00
  • Bebida (bares + baladas): US$32,00
Total de 3 dias em Porto Rico: 634,39 (211,46 dólares por dia).

Lembrando que comi fora todas os dias, mas o hostel disponibiliza cozinha para que as pessoas possam cozinhar e economizar com alimentação. Você pode economizar com táxi e Uber também, caso queira andar mais do que eu. 🙂

Seguro Saúde para Porto Rico

Como estou fazendo intercâmbio nos EUA, já tenho um seguro saúde.

De qualquer maneira, é sempre importante lembrar que para fazer qualquer viagem, nós sempre recomendamos a contratação de um seguro viagem.

Nós usamos o site da Real Seguro Viagem. Esse site é ótimo porque compara os valores entre empresas de seguro e mostra também as diferenças entre os planos. Só precisa colocar o destino e o período da viagem, e eles já enviam o orçamento por e-mail ou às vezes já te ligam em seguida. A equipe deles é bem atenciosa. Pode tentar aí, o orçamento é gratuito:

Seguro viagem america central 336x280

Viajar sozinha para Porto Rico

Para finalizar o post, deixo aqui o texto para motivar:

View this post on Instagram

Sobre viajar sozinha. Espero que o texto não seja cliche e que sintam o que eu quero passar. Eu sempre fui uma pessoa que prefere ter pessoas ao redor. Faço um almoço e chamo todo mundo.. churrasco, filme, qualquer coisa. Tem gente por perto e eu fico feliz com isso. Foi em 2013 meu primeiro mochilão sozinha e também a primeira vez que eu consegui de fato curtir minha própria companhia. É tanto tempo livre com você mesma que você começa a conversar com você: “o que você quer fazer agora? Vai pra direita ou pra esquerda? Falo com essa pessoa ou não falo? Nossa lembra aquela vez que você fez isso? Por que você se afastou de tal pessoa? Ta curtindo seu emprego? Ta tudo bem?” E aí amigos, você tem que achar essas respostas pra você mesmo. E você reflete. E se conhece melhor e se entende: cresce. Dos 27 países que eu conheço, acho que uns 12 ou mais eu fiz sozinha. E vai sozinha mesmo? Não tem medo? Dizem que de todas as nossas opções na vida, sempre temos que escolher a que nos dá medo porque são que nos fazem evoluir mais. Tem medo? O medo nos torna fracos. Se tem uma coisa que eu acredito é que um dos motivos pelo qual estamos nesse mundo é pra superar nossos medos. Achei uma passagem barata pra Porto Rico. Convidei umas 3 pessoas: “trabalho” “to sem dinheiro” “não tenho vontade de conhecer Porto Rico”. Acontece. Mas se coisas que impedem outras pessoas não me impedem, por que eu deixaria de fazer algo? Por medo de ir sozinha? Essa sou eu nesse domingão. Me enfiei nesse barco, to numa das ilhas mais paradisíacas do mundo, com um monte de porto-riquenho gatinho me trazendo piña colada do open bar. Conheci uma galera local que já me ofereceu teto pra eu voltar logo e enquanto você ta lendo esse texto, a vida ta passando. Se tiver companhia vai. Se não tiver, toma coragem e vai. Depois que for, me conta se não valeu a pena. Porque vai valer. Prometo. ❤️ #puertorico #culebra

A post shared by CAMILA FARIA (@milafaria) on

Postei mais fotos de Porto Rico no meu instagram. 🙂

Espero que as dicas ajudem. Deixe seu comentário! Nós amamos o Feedback e e respondemos todas as dúvidas.

Vamos lembrar que informação útil é informação compartilhada: compartilhe com seus amigos para que mais pessoas tenham acesso. As infos te ajudaram? Curtiu o Must Share Br? Segue a gente aí: instagram, facebook e nosso canal no youtube.

No facebook

comentários

By |2018-03-06T22:26:58+00:005 março, 2018|Tags: , , |

About the Author:

Camila Faria, 26, mackenzista formada em Administração de Empresas com pós graduação em Controladoria de Empresas pela FIA. Fez o primeiro intercâmbio aos 17 anos e criou o site em 2013, durante o ano em que fez faculdade na Europa. Para se dedicar ao Must Share Br, saiu do trabalho na área de finanças em São Paulo e hoje mora nos Estados Unidos. Acompanhem pelo instagram: @milafaria

3 Comments

  1. Simone 27 de março de 2018 at 5:01 PM - Reply

    Muito Bom! Já esta na lista e também adorei a idéia do Cruzeiro tenho muota vontade de fazer um que passe na Jamaica, quem sabe já incluo Porto Rico. Parabéns pelo site!! Bjo

  2. vitoria christian muraoka cordeiro 3 de abril de 2018 at 7:12 PM - Reply

    Adorei seu diário de viagem… se eu fosse mais corajosa também viajaria sozinha…

  3. Adelair 13 de maio de 2018 at 2:57 PM - Reply

    Caramba, estou procurando dicas sobre Porto Rico e aqui até agora foi o lugar que mais me ajudou, apesar de minha viagem ser bem mais longa. Muito bom!

Leave A Comment

Contato

Entre em contato conosco pelo email: contato@mustsharebr.com