Tudo que você precisa saber antes de fazer um cruzeiro pela primeira vez

Em setembro fizemos um cruzeiro pela primeira vez e antes de ir tínhamos muitas dúvidas sobre como funcionava esse tipo de viagem. Fizemos um post com Tudo que você precisa saber antes de fazer um cruzeiro com as dicas que gostaríamos de ter lido antes da nossa viagem.

O nosso cruzeiro foi o Carnival Glory e o post vai ter mais informações sobre ele, porém antes de escrever este post busquei na internet infos sobre outros cruzeiros para ver se tinham diferenças consideráveis. Pelo que li de modo geral, todos funcionam de forma parecida (com alguma ou outra diferença).

Apesar de parecidos, cada empresa e cada cruzeiro têm estruturas diferentes, atividades diferentes e regras diferentes para os processos de check in/check out, embarque etc.

Por isso é melhor buscar as infos direto no site de cada empresa. Os sites dos cruzeiros que vi são bem completos e você pode encontrar todas as informações lá.

Se você foi com outra empresa ou outro cruzeiro da Carnival e teve uma experiência diferente que a nossa, deixe seu comentário para ajudar outros viajantes. 😉

Antes do embarque

Escolhendo um cruzeiro

Antes de tudo você tem que decidir quais lugares quer conhecer e a duração do cruzeiro. Nós queríamos um cruzeiro de 7 dias pelo Caribe, então começamos a pesquisar na internet as principais empresas que operavam este destino.

Escolhemos o nosso cruzeiro baseado principalmente nas datas disponíveis, a quantidade de dias e o preço. Nossas paradas foram: Ilhas Cayman, Belize, Honduras e Cozumel.

Depois de escolher o destino, você precisa ver quais são as opções de cidades para embarcar. Para visitar o Caribe, por exemplo, é muito comum que o navio saia de Miami ou de Tampa (cidades da Florida nos Estados Unidos) pela proximidade.

O que está incluído no preço?

As refeições nos restaurantes tipo buffet no café da manhã e almoço, assim como o jantar já estão incluídas no valor do cruzeiro. Tem outros restaurantes que são pagos, mas não fomos porque achamos a comida do buffet muito boa.

Nos restaurantes buffet, algumas bebidas também estão incluídas como chá, limonada, suco e café. O que sim deve ser comprado a parte são as bebidas no jantar e um pacote de bebidas caso queira refrigerantes ou bebidas alcoólicas.

Para o pacote de bebidas (válidos o dia todo), no caso da Carnival, há duas opções de pacote: o “Bottomless Bubbles” de sucos e refrigerantes por USD 7,50 por dia ou o de bebidas alcoólicas Cheers por USD 51,90 por dia.

OBS: cada pessoa pode levar uma garrafa de vinho ou champanhe de até 750 ml.  Além disso, também é permitido levar refrigerantes/sucos em latas (há uma quantidade limite de 12 latas de 355 ml).

Alguns cruzeiros já vendem como se fosse um pacote incluindo tanto o cruzeiro quanto a passagem aérea Brasil – Estados Unidos. Nós preferimos comprar tudo separado!

Compramos a passagem no site da Latam e o cruzeiro diretamente no site da empresa Carnival. Antes de fechar a compra, leia muito bem o que está incluído ou não no seu cruzeiro para não ter surpresas 😉

Documentos necessários para o embarque: passaporte, vistos e vacinas

Dependendo das paradas do seu cruzeiro, além do passaporte, também pode ser que seja exigido visto ou comprovante internacional de vacinação contra febre amarela. Alguns vistos são concedidos na chegada como é o caso de Cuba, enquanto outros devem ser feitos antes.

No nosso caso, não precisamos de visto para nenhuma das paradas que fomos (Ilhas Cayman, Belize, Honduras e México). O único visto pedido foi para os Estados Unidos já que teríamos que pegar um voo até Miami que era a cidade de embarque do nosso cruzeiro.

Depois na volta do cruzeiro que você também tem que passar pela imigração americana. Se o seu cruzeiro tem outras paradas e você está com dúvidas quanto a necessidade de visto ou não, o ideal seria buscar as infos em sites oficias de cada país ou entrar em contato com a empresa do seu cruzeiro.

Como tirar o Certificado Internacional de Vacinação?

Comprando o pacote no site da Carnival

No site da Carnival tem uma parte que se chama “cruise search”. Você coloca as seguintes informações para a busca:

  • Para onde quer ir: tem várias opções como Alasca, Bahamas, Bermudas, Caribe, Cuba, Europa, Hawaii, Mexico, Panama etc
  • De onde quer embarcar: Baltimore, Los Angeles, Tampa, Miami etc.
  • Datas e duração.

Nesse mesmo lugar do site você pode ver o itinerário de cada cruzeiro e as atrações de cada destino.

Comprando a passagem de avião

Como sabemos, atrasos são comuns na maioria das companhias aéreas e é um pouco arriscado chegar no dia do embarque do cruzeiro. Por isso, compramos um voo de São Paulo até Miami com chegada um dia antes do embarque. Recomendamos que você faça o mesmo 🙂

Check in online no site da Carnival

O check in online está disponível no site da Carnival até 90 dias antes do embarque. A única exigência é que seja feito até a meia noite do dia anterior ao embarque seguindo a zona horária “eastern time”. Ou seja, não é meia noite do Brasil haha só para deixar claro 😉

Para o check in, você precisa criar uma conta e informar seu número de compra (booking number), o nome do navio (no nosso caso, Glory), as datas do cruzeiro, o sobrenome e data de nascimento de um dos passegeiros.

Quando você faz o check in no site, pode escolher o horário que deseja embarcar no navio para que tudo seja mais rápido e organizado. Além disso, também pode imprimir as etiquetas para a mala (luggage tags) e documento de embarque (boarding pass).

Embarque

Ao chegar no porto, antes de entrar no edifício para fazer o check in, você vai ver vários funcionários do porto para receber as malas etiquetadas. Nós imprimimos as etiquetas disponíveis no site da Carnival, colocamos nome e o número do quarto.

Como é comum nos EUA, você tem que deixar gorjeta ao funcionário (segundo o site da Carnival, deveria ser 1 dolar por mala). No fim do dia (a nossa chegou super rápido) sua mala estará em frente ao seu quarto.

Como talvez a mala demore um pouco para chegar, muitos recomendam que leve na mala de mão roupas ou qualquer coisa que você ache que vai precisar nas primeiras horas.

O embarque no navio funciona mais ou menos da mesma forma que um embarcar em um aeroporto. Tem a parte de passar pela segurança e raio x e pelo check de documentos. Chegamos no horário que escolhemos no site e foi tudo bem rápido 🙂

No guichê para o check in você tem que levar o seu documento de embarque (boarding pass) – em papel ou no celular, passaporte com visto.

App da Carnival

Antes de embarcar recomendamos que já faça o download do aplicativo da Carnival que tem todas as informações detalhadas de todos os restaurantes, paradas e atrações do navio. É muito útil! Pelo aplicativo também é possível comprar tours, pacotes de bebidas etc.

A bordo

Cartão de embarque

Quando chegamos no quarto tinha um envelope com o nosso cartão magnético. Esse cartão vai servir para tudo! Para abrir a porta do seu quarto, mostrar no embarque/desembarque, nas horas de pedir bebida, comprar passeios com a Carnival etc.

Logo nas primeiras horas do navio, antes de zarpar, todos os passageiros devem descer para ouvir as orientações dos funcionários. Nesse momento eles também conferem se todos têm o cartão de embarque.

Refeições no navio

O horário do café da manhã e do almoço é diferente dependendo se é dia de parada (port days) ou não (sea days), mas basicamente o café fica das 7:30 até as 13 e o almoço das 13 as 15.

Muita gente prefere comer dentro do navio (afinal já está incluído no preço) em vez de comer nas paradas. Nós pediamos algum aperitivo ou prato para dividir nas paradas e depois comíamos melhor no navio.

No navio também tem pizza e sorvete 24 horas, além de hambúrguer quase o dia todo. Para o jantar cada família escolhe no site o horário que prefere desde as 6 da tarde até as 8:30 da noite.

Pacote de bebidas

Tem algumas regrinhas se você for comprar o pacote de bebidas alcoólicas que citei anteriormente. As regras completas você encontra AQUI, mas comento as principais:

  • precisa ter no mínimo 21 anos
  • tem que comprar o pacote para todos os dias do cruzeiro (USD 363,30 no caso de um cruzeiro para 7 dias)
  • precisa esperar 5 minutos para pegar a próxima bebida, não pode dividir com as pessoas (cada um tem que comprar o seu)
  • tem um limite de 15 drinks por dia.
  • se você está dividindo quarto com uma amigo, por exemplo, vocês dois tem que comprar o pacote.
Tours nas paradas

Nós fizemos um tour apenas em Belize para fazer snorkel e visitar a ilha Starfish. Achamos melhor fechar diretamente com a Carnival porque queríamos ter certeza que teríamos tempo de voltar sem problemas. Compramos pelo aplicativo da Carnival e a cobrança é feita no cartão de embarque (você paga no final do cruzeiro).

Já fiz muitos tours parecidos em outras viagens e tenho que dizer que o de Belize foi uma dos melhores atendimentos que já tive. Os guias eram super atenciosos, preocupados com o bem estar de todos e deram todo o suporte para termos uma experiência tranquila, segura e agradável.

Já em Cozumel não fechamos tour e alugamos um carro para dar uma volta na ilha. Foi tudo bem também, mas ao chegar tivemos que encontrar uma empresa de aluguel de carros (a que conhecíamos estava longe do local de desembarque de cruzeiros), negociar preço, escolher o carro etc.

Claro que acabamos perdendo alguns minutos de passeio fazendo isso, mas também não foi nada demais. Conseguimos aproveitar bem e voltamos a tempo de embarcar novamente. Todas as dicas de Cozumel está no nosso post Cozumel: tour de 1 dia pela ilha mexicana.

Desembarque: como funcionam as paradas?

Basicamente você tem que prestar atenção nas indicações dos funcionários do navio porque cada parada funciona de uma forma diferente. Algumas descem em portos e outras temos que esperar um barco para nos buscar no navio.

Vou detalhar um pouco como foi a nossa experiência para que vocês saibam o que esperar. Na primeira parada em Ilhas Cayman tivemos que pegar uma senha para pegar o barco que nos levaria até o porto.

Nas paradas Cozumel e Honduras, o navio consegue parar perto dos portos e colocam rampas para o desembarque. Não foi preciso pegar um barco como nas Ilhas Cayman e também não tivemos que pegar uma senha.

Já em Belize não descemos em porto. O barco do passeio que fechamos se aproximou do nosso navio no meio do nada literalmente para nos levar até o local do snorkel e depois para uma ilha.

Em todas as paradas tivemos que mostrar o cartão do navio tanto para desembarcar quanto na hora de embarcar. Vi em alguns sites que indicam que levem o passaporte nas paradas.

Sinceramente não nos pediram passaporte, mas pode ser que peçam. Além disso, caso (deus me livre, mas vai quê) você perca a hora para voltar ao navio, você precisa se virar para chegar na próxima parada e provavelmente necessitará do seu passaporte.

Também é bom ficar esperto na hora de voltar para o navio principalmente no caso de passeios porque pode ser que tenham pessoas de cruzeiros diferentes. Em Belize, por exemplo, vi uns perdidos subindo no cruzeiro errado por falta de atenção haha. Tomem cuidado!!

É obrigatório descer do navio nas paradas?

Muitas pessoas só querem curtir as facilidades do cruzeiro e ver as paisagens. Vimos várias pessoas que ficavam no cruzeiro e não desciam nas paradas.

Mesmo em dias de paradas, o navio tem um montão de atividades para as pessoas que desejam ficar e também disponibiliza café da manhã, almoço etc.

Horários diferentes paradas/navio

Uma coisa muito importante é que dependendo da parada pode ser que o horário seja diferente pela zona horária e muitos celulares mudam o horário automaticamente. O horário dos relógios do navio é o que conta e eles ficam com o horário da cidade de embarque (no nosso caso, Miami).

É importante sempre considerar o horário do navio (ou seja, o horário da cidade de embarque – para nós Miami) para o desembarque nas paradas e a volta ao navio para evitar problemas.

Check out e desembarque

É preciso ter um pouco de paciência no desembarque em Miami no último dia. Foi o momento que mais pegamos fila principalmente porque tem que passar na imigração dos Estados Unidos.

Um dia antes do desembarque em Miami, você tem que pegar um papel com um número que você vai usar tanto para saber qual fila você tem que ficar para sair quanto para buscar a mala depois de passar pela imigração.

Dúvida dos leitores/seguidores

Perguntei no Instagram quais eram as principais dúvidas que as pessoas tinham sobre um cruzeiro. A maioria eu já respondi nesse post, mas faltaram algumas que respondi abaixo baseado nessa viagem que fizemos:

É comum ter enjoo? Vocês passaram mal?

Muitas pessoas perguntaram sobre o enjoo e esse também era um dos meus receios. Para ser sincera, o nosso navio balançou um pouco principalmente à noite.

A porta do nosso guarda roupa ficava mexendo e enquanto estávamos nos corredores, restaurantes e baladas também sentíamos mexer.

Sim, dava para sentir, mas nós não nos sentimos mal em nenhum momento. E olhe que eu sou uma pessoa que fico enjoada com tudo, até com carro/ônibus. De qualquer forma, preferi levar remédio de enjoo caso precisasse.

Dá para ir sozinho?

Conhecemos um americano de 20 e poucos anos que estava sozinho. É possível fazer amigos aí, conhecemos algumas pessoas e nas festinhas ficávamos com uma galera.

O problema dos cruzeiros para as pessoas sozinhas é que, normalmente, é o mesmo preço pelo quarto independente que seja para 1 ou 2 pessoas.

Nos últimos anos algumas empresas começaram a olhar para o público de pessoas que viajam sozinhas. É o caso das empresas Norwegian Cruise Line e Royal Caribbean que oferecem quartos mais baratos para os quartos para apenas 1 pessoa.

Tem internet no navio?

A Carnival oferece planos para internet wifi no navio dependendo da necessidade de cada passageiro. Nós explicamos direitinho no nosso post Quanto custa um cruzeiro pelo Caribe? cada opção e também colocamos os preços.

Você recebe um login e senha no seu cartão do navio com todas as indicações para conectar pela primeira vez. Só pode conectar um aparelho por vez, então não dá para dividir com outras pessoas.

Os celulares ficam sem sinal em alto mar e só funcionam nas paradas se você tiver comprado um chip internacional ou habilitado o seu do Brasil para uso no exterior. Nós levamos o chip da Easysim4u para ter internet nas paradas e valeu muito a pena!

Foi bom principalmente para usar o google (maps também) e checar o nosso e-mail. Funcionou bem em todos as paradas e ficamos conectadas a viagem toda 😉

Você pode comprar diretamente no site da easysim4u escolhendo o plano DADOS MUNDI 210 PAÍSES. É um plano somente de dados com franquia ilimitada.

Outra coisa boa é que com o chip da Easysim4u você já chega nos EUA com internet, então pode pegar Uber do aeroporto quando chegar.

Qual moeda levar no cruzeiro?

No caso do cruzeiro do nosso cruzeiro pelo Caribe todas as paradas aceitavam dólar americano.

Que tipo de atrações tem no navio?

Todos os dias eles deixam um papel com as principais atrações do navio e informações úteis sobre a próxima parada. O app que citei tem uma lista completa de todas as atrações com horários, se vai ter custo adicional ou não, a localização etc.

Todos os dias tem festas, musicais, filme com pipoca na piscina, musicais, stand up comedy etc. Tem várias opções na mesma hora e você escolhe a que preferir. O dia todo tem alguma atividade.

Nossa experiência no cruzeiro pelo Caribe

Foi a nossa primeira vez em um cruzeiro e foi uma experiência maravilhosa de verdade. Meus pais, eu e Camila simplesmente amamos!! É realmente legal para todas as idades e tem atrações para todos os gostos. 

Todas as noites foram animadas, a comida era ótima, as paradas eram maravilhosas. O staff era atencioso e ainda de quebra conhecemos várias pessoas no cruzeiro.

É um lugar para relaxar, conhecer pessoas e se divertir bastante!! No primeiro dia ficamos o dia todo viajando e não achamos nem um pouco cansativo ou entediante.

Tem várias atrações e você também pode ficar só curtindo a piscina, tomando um sol. Na volta também é um dia todo viajando, mas sinceramente eu nem percebi. 

Enfim, eu adorei esse tipo de viagem e já quero fazer mais cruzeiros por aí. Recomendo a todos!! Já estou ansiosa para o próximo e espero que vocês se animem a fazer um também depois deste post 🙂


Gostou do post? Compartilha aí para que mais pessoas tenham acesso 🙂 . Se não quiser perder nossas atualizações, curta a página do facebook, instagram, se inscreve no canal

No facebook

comentários

About the Author:

Bruna Faria, 26, formada em Administração de Empresas pelo Mackenzie. Fez o primeiro intercâmbio aos 17 anos no Texas e o segundo aos 19 no México. Enquanto fazia faculdade na Europa em 2013, teve a idea de criar o Must Share Br (lançado em 2015). Além de produzir conteúdo para o blog, trabalha em uma consultoria especializada em mercado financeiro e hoje mora na Cidade do México. Acompanhem pelo instagram: @brunapfaria

One Comment

  1. Ariane 9 de janeiro de 2019 at 1:57 AM - Reply

    Parabéns pelo blog, acabei de ler sobre o dia a dia no Cruzeiro e fiquei bem feliz em ver todos os preços, sem frescura de falar, adorei! Tô planejando um cruzeiro na lua de mel mas pretendo passar na Jamaica 😀.
    Gostei muito do blog, bjs!

Leave A Comment

Contato

Entre em contato conosco pelo email: contato@mustsharebr.com