Final de semana na Filadélfia: o que fazer, acomodação e festas

Passei o último final de semana na Filadélfia, chamada carinhosamente de Philly pelos americanos. Não deu nem 1 mês que eu cheguei nos EUA e já to desbravando esse país, porque foi pra isso que eu vim né. Como a galera que acompanha o blog sabe, estou morando em Baltimore, Maryland que, por sorte, fica pertinho da tão sonhada Philly.

Sobre a Filadélfia

A Filadélfia ta em todas! Desde que eu me lembre, sempre escutei o nome dessa cidade em filmes e seriados americanos. Era a cidade natal do Will (um Maluco no pedaço). As meninas do Pretty Little Liars sempre passavam por lá num episódio ou outro. Terra também de Annalise Keating do How to get away with murder (viciada nas séries). Fora todos os milhares de filmes que lá foram gravados.

Cheia de história por todos os lados, já que foi uma das cidades em evidência durante a época das 13 colonias e na Independência do Estados Unidos. Museus a cada esquina, de verdade!

Roteiro para um final de semana na Filadélfia

Como chegar na Filadélfia

Avião: a Filadélfia possui dois aeroportos. O Aeroporto Internacional de Filadélfia é um dos principais dos EUA. Além disso, existe o Aeroporto do Nordeste da Filadélfia. Temos 2 posts para te ajudar a encontrar uma passagem aérea para a Filadélfia: como procuro passagens aéreas mais baratas e esse outro para ajudar a não pagar taxas desnecessárias na hora da compra de uma passagem aérea.

Bus/trem: também é possível chegar de trem ou ônibus. Nos EUA, normalmente os ônibus são opções bem mais econômicas do que trens. Eu sempre busco preços no site da empresa Mega Bus que é uma companhia de ônibus low cost.

Carro: fui de carro para a Filadélfia, porque saindo de Baltimore dá 1h40 de estrada. Era a opção mais cômoda e econômica. Existem muitos estacionamentos por lá, mas muita gente escolhe parar na rua. Para quem quer estacionar nas ruas da Filadélfia, é preciso prestar atenção. O que existe de carro guinchado em Philly não é brincadeira. Tem muita restrição para parar na rua dependendo do horário. Se você for se hospedar/frequentar a parte turística da cidade tem que ficar atento!

Onde estacionar o carro na Filadélfia

Fiquei sabendo sobre esse site/aplicativo ótimo chamado SpotHero. Não está disponível no Brasil, então nunca tinha ouvido falar. Vou fazer um post mais detalhado sobre ele, mas basicamente ele localiza todos os estacionamentos disponíveis perto do endereço que você escolher. Paga tudo online, chega lá é só mostrar o ticket pelo celular e pronto.

Pode sair bem caro estacionar em Philly. Os EUA tem os famosos Public Park, que de “estacionamento público” é só nome mesmo, porque tem que pagar e às vezes o preço é o olho da cara. Eu encontrei um estacionamento para o final de semana todo, bem do lado do local onde me hospedei por 19 dólares. Melhor e mais barato do que imaginei. Amei!

Alguns estacionamentos tem restrições como, no meu caso, não poderia tirar o carro a qualquer momento. Só na entrada e na saída. Isso para mim não foi um problema, porque o hostel era bem localizado e fiz tudo a pé. No sábado, eu caminhei 12 km durante o dia todo e consegui rodar bastante pela cidade.

Onde se hospedar na Filadélfia

Tem muita opção de acomodação na Filadélfia. Eu optei ficar em um hostel. Sempre faço minhas pesquisas pelo Booking.com procurando o hostel mais barato e melhor avaliado. Gosto muito do Booking porque não precisa pagar antecipado e se precisar cancelar com antecedência, normalmente não cobram taxas.

Percebi que os preços de hostels dos EUA são um pouco salgados se comparados a Europa, por exemplo, mas continua sendo uma opção econômica para quem viaja seguindo um orçamento.

Escolhi o Apple Hostels of Philadelphia. Fiquei em um quarto misto para 6 pessoas. Pensa num dos melhores hostels que já fiquei!

Imagem relacionada

Impecável de limpo, cama confortável com tomadas individuais, lugar para trancar as coisas de valor (também tinha tomada dentro de cada armário), cozinha, mesa de bilhar, piano, etc. Se você for viajar sozinho para a Filadélfia e/ou espera conhecer novas pessoas, terá muitas oportunidades. Eles oferecem várias atividades para interagir com a galera no hostel. No final de semana que fiquei lá teve cerveja de graça e na noite seguinte vinhos e queijo.

Resultado de imagem para apple hostels of philadelphia

O staff nos atendeu super bem, deu dicas do que fazer e ficamos amigos. Além disso, o hostel é muito bem localizado, perto de toda a região turística da cidade. Fiz tudo andando saindo de lá.

O hostel está mais do que recomendado. Além de ser uma opção mais econômica, oferece uma experiência muito além da hospedagem. Para fazer a reserva no Apple Hostels, clique aqui.

Contato Apple Hostels of Philadelphia 

Não quer ficar em hostel na Filadélfia? Para buscar outras acomodações, veja essa lista.

O que fazer na Filadélfia

Como eu disse, fiz tudo a pé. Só de virar a esquina do hostel você já vai dar de cara com o Museu da Revolução Americana, Museu Benjamin Franklin, Independente Hall e o Sino da Liberdade. Museu não vai faltar e todos são gratuitos. Porém eu queria mais conhecer a cidade do que andar em museus naquele final de semana, então esse foi meu roteiro:

Pontos turísticos para visitar na Filadélfia

O Sino da Liberdade (Liberty Bell)

Saímos do Apple Hostels e fomos direto para o sino. Ta aí uma coisa que os americanos veneram. O sino é um dos símbolos da independência do país, representando nacionalismo e liberdade. Em 8 de Julho de 76, o sino foi tocado para convocar os cidadãos da Filadélfia para a leitura da declaração da independência dos Estados Unidos.

A entrada é gratuita e a gente até foi ver, mas a fila para entrar no estabelecimento estava ENORME. Tem que chegar cedo. Dá para ver do lado de fora também, porque as paredes em volta do sino são de vidro.

Independence Hall

Fomos, porém não entramos também. As entradas são limitadas e a fila gigante. Por isso a dica é: chegue cedo. E se você ta se perguntando “por que tão famoso?”.

O Independence Hall foi um dos edifícios mais importantes na história dos Estados Unidos. Foi onde a independência do país foi declarada em 76 e, no ano seguinte, onde a constituição do país foi discutida e aprovada. Em 1979, o Independence Hall foi declarado patrimônio Mundial.

City Hall da Filadélfia 

O City Hall é a prefeitura da cidade. O prédio é enorme e fica no caminho para chegar no próximo ponto que paramos que foi o Love Park e Sisters Park. É considerado o marco zero da cidade, então vale dar uma passada para conhecer.

Philadelphia City Hall de fundo

Sisters Park (Amor Sign)

A ideia principal era ver o sinal LOVE, que é uma réplica da escultura de Robert Indiana, localizada no Love Park. Ao chegar no local, percebemos que a praça inteira está sendo reconstruída e a escultura foi removida também. Nos informaram que vai ficar assim por pelo menos mais um ano (nov/2017).

O sinal LOVE tem um primo, o sinal AMOR que fica no Sisters Park, a poucas quadras da praça:

Resultado de imagem para sisters park amor

Essa praça tem uma fonte bem bonita e gostei de conhecer. Deu para tirar uma fotos bem legais.

Chinatown

Saindo do Sisters Park, voltamos todo o caminho para conhecer a Ponte Benjamin Franklin. Pelo caminho de volta, passamos pelo bairro chinês da Filadélfia, o Chinatown. Eu adoro esses bairros. Do nada, parecia que estávamos em outro país.

Ponte Benjamin Franklin 

E se eu falar que gostei mais da Ben Franklin Bridge do que a Golden Gate em San Francisco… vocês surtam? Eu to numa fase adorando azul então eu me apaixonei por essa ponte.  A Ponte B. F é a ponte suspensa que conecta a Filadélfia, Pensilvania, e Camden em Nova Jersey. Ela também ta do ladinho do hostel.

Onde comer na Filadélfia

A pergunta aqui não é onde, mas sim o que comer na Filadélfia. Você não pode deixar de experimentar o famoso Cheese Steak, sanduíche mais tradicional da Filadélfia.

Na foto não dá para ter ideia do tamanho, mas é uma baguete grande. Eu e minha amiga dividimos e foi suficiente. Parece nossa carne louca do Brasil num pão francês. Vem acompanhado de queijo (você escolhe entre 3 opções) e cebola (tiramos a cebola).

Tem muito restaurante que vende o cheese steak, porque ele é famoso mesmo. Tipo o pão de queijo para nós. Alguns restaurantes são muito procurados pelos turistas, como é o caso do Jim’s Steaks South St. Nas paredes do restaurante tem vários quadros com fotos de artistas internacionalmente conhecidos que já passaram por lá e colaboraram com a fama do lugar. Fica na South St. mesma rua dos bares.

A fila é grande, o restaurante é bem simples, mas o lanche é uma delícia. Outra opção famosa é o  Pat’s King of Steaks, conhecido como berço do cheese steak. Nós não fomos nesse porque fica um pouco mais afastado de onde estávamos.

Festas na Filadélfia

South Street

Uma das ruas mais movimentada durante a noite é a South Street. Bar ao lado de bar, assim que chegamos na sexta feira a noite, seguimos para lá.

O cara que trabalhava no hostel nos disse que é uma área com bastante college students, principalmente durante os finais de semana. Eu achei que isso era bom, mas ele quis dizer que tinha muito pivete e, por isso, ele preferia um bar mais alternativo chamado Tattoed Mom. Nós fomos para lá e era realmente bem alternas.

Coberto de grafite, jornais e revistas por todas as paredes, o bar é bem legal. A cerveja long neck custou 4 dólares, mas eles tem várias opções diferentes se você estiver disposto a pagar um pouco mais. A única coisa é que, se você procura uma coisa mais agitada para conhecer gente, esse não é muito o ambiente. Tinha mais casal, aqueles dates certos já e grupos pequenos de amigos em cantos dispersos. Além disso fecha as 1h30.

Tattoed Mom

Depois das 2h nenhum bar pode vender álcool e é isso. Saímos de lá e ainda passamos no Fat Tueday. Eu já conhecia o Fat Tueday porque também tem em Las Vegas e outras cidades. É um bar que vende tipo nossas raspadinhas (gelo) misturadas com álcool. Apesar de ficar aberto até as 2h, não tinha muito mais gente. Voltamos para o hostel.

Drinker’s Pub

No sábado, eu procurei em um site sobre as melhores baladas da Filadélfia porque a gente queria dançar. Encontrei 2 opções: The 700 e o Drinker’s Pub. A descrição do Drinker’s Pub nos animou mais e seguimos para lá. Também é um pub e depois das 22h abrem o segundo andar e colocam um DJ transformando o lugar em uma balada. Esse lugar ta bem recomendado. Foi divertido, fica numa área universitária, então tinha bastante jovem, aquele povo bonito kkk e tava super animado. Adorei!

A cerveja mais barata era 3 dólares (lata), mas depois de um tempo, conversando com uns locais, nos aconselharam a comprar o litrão por 9 dólares. Dica pros leitores beerlovers que nem a gente: só chegar no bar e pedir uma 40 (forty) que significa litrão porque 40 oz = 1 litro. A vodka com energético também era 9 dólares.

Além disso, tivemos o gasto com o Uber do hostel até o local e a volta (cerca de 6 dólares cada trajeto). Valeu a pena. Role certo.

Bom… esse foi meu roteiro no final de semana. Eu tinha planejado fazer mais coisas no domingo, como acordar cedo, mas a ressaca não permitiu. Só queria comer um lanchão e deitar de tão cansada. Ainda tive que dirigir até Baltimore. Se você quiser aproveitar o domingo, pega leve no sábado a noite e segue os planos:

Meus planos para o domingo eram:
  • Visitar os museus gratuitos;
  • Visitar os Degraus de Rocky. Para quem não sabe, o filme Rocky foi gravado na Filadélfia e uma cena teve de cenários os 72 degraus na entrada do Museu de Arte de Filadélfia. Virou atração turística na cidade e tem até uma estátua do Rocky Balboa.
  • Conhecer o Reading Terminal Market, que é o mercadão da Filadélfia.

Como eu to pertinho de Philly, pretendo voltar. Quando tiver mais informações sobre a cidade, faço um update no post. Por enquanto é isso. Um final de semana parece pouco, mas eu consegui aproveitar a cidade o suficiente. Espero que vocês tenham gostado das dicas e para quem conhece melhor a Filadélfia, deixe um comentário com suas dicas também. 🙂

Gostou do post? Compartilha aí para que mais pessoas tenham acesso ?. Se não quiser perder nossas atualizações, curta a página do facebook, instagram, se inscreve no canal.

No facebook

comentários

By |2017-11-09T04:14:24+00:009 novembro, 2017|Tags: , |

About the Author:

Camila Faria, 26, mackenzista formada em Administração de Empresas com pós graduação em Controladoria de Empresas pela FIA. Fez o primeiro intercâmbio aos 17 anos e criou o site em 2013, durante o ano em que fez faculdade na Europa. Para se dedicar ao Must Share Br, saiu do trabalho na área de finanças em São Paulo e hoje mora nos Estados Unidos. Acompanhem pelo instagram: @milafaria

Leave A Comment

Contato

Entre em contato conosco pelo email: contato@mustsharebr.com